Back To Top

Como se tornar mais organizado(a)?

Ser uma pessoa organizada não é um troféu, mas uma maneira de você tornar os dias mais leves. Já falei aqui de como as segundas sempre foram tortuosas para mim, um peso e uma coisa que me dava até mesmo deprê de domingo. haha

Por onde começar?

Para começar a se organizar é preciso vontade e consciência que se tornar organizado é questão de hábito, consistência e aplicar métodos que realmente se encaixem na sua rotina.

Por aqui eu sou seguidora e fã do método do Vida Organizada, da Thais Godinho. Ela tem um blog, canal no youtube e um curso que de tempos em tempos abre turmas. Ainda não tive a oportunidade de encaixá-lo nas minhas prioridades, mas todos os dias reservo um tempo para dar uma olhada nos conteúdos do blog dela.

Se você está no escuro e não sabe por onde começar, super recomendo um Vida Organizada Flix. 

Turma do papel ou do digital: Não importa!

Cabeça não é feita para guardar ideias ou informações, é feita para TER IDEIAS. Por isso, crie o hábito de anotar.

Não importa se sua memória é ótima, num dia que não esteja tão bem, uma coisa é fato: ELA VAI FALHAR, você vai esquecer e isso poderia ser evitado nem que fosse com um postit.

Seja no caderno, no bloco de notas ou até mesmo criando um grupo do Whats com você mesmo, tenha uma maneira de marcar suas demandas e atividades, de maneira que depois consiga revisar e encaixá-las no dia a dia conforme sua prioridade.

Blocos de tempo ou Lista?

Depende, aqui vale o que se encaixa e dá certo para você. O ideal é que você vá testando métodos até que consiga personalizar cada um deles a seu favor. 

Por aqui, uso o Trello para organizar tanto as demandas, quanto as atividades do dia a dia.

Recentemente, adquiri o hábito de fazer uma lista de Registro do Dia, onde coloco tudo o que vou realizando durante o dia. Porque? Bom, por vezes acabava o dia sem ticar todas as atividades que havia planejado para o dia e percebi, que isso quase sempre acontecia por estar apagando incêndios ou ter surgido outras demandas, mas sem ter anotado eu não tinha ideia de onde ia meu tempo.

Comece agora!

Papel e caneta na mão, sem se preocupar em separar por blocos ou atividade, saia marcando tudo o que tem para fazer, independente de ser trabalho ou pessoas, só anote.

Consciência!

As tarefas são infinitas e a lista NUNCA acaba. Isso mesmo, coloque na sua cabeça de uma vez por todas que as tarefas não acabam, afinal trabalho é trabalho e vida é vida.

Trabalho e pessoal se misturam sim!

Se misturam, pois você é uma única pessoa para lidar com diversos papéis. É claro, que não da para deixar que isso atrapalhe COMPLETAMENTE suas entregas e serviços, e é por isso que amo o método do Mínimo Viável Diário que a Thais Godinho apresenta no Vida Organizada. 

Vou dar uma pequena, prévia, mas se quiser saber mais vá até o blog, canal, insta ou compre os livros dela. Vamos lá…

O Mínimo Viável Diário são aquelas tarefas que independente do que aconteça você tem que realizar. Vou dar um exemplo: aqui, todos os dias tenho que ver as mensagens, delegar as demandas de artes e legendas, dar uma olhada na programação dos clientes, além disso, tenho que levar a neném na escola, arrumar sua mochila, fazer almoço, janta e assim vai.

Já está com o papel e caneta na mão? Fez sua lista? Se não, faça isso agora e prepare-se para ter uma semana diferente e incrível.

No começo eu fazia essa atividade de colocar tudo o que estava na cabeça no papel todo final do dia, já agora, vou fazendo isso conforme surgem as demandas.

Regra dos dois a 5 minutos

Toda atividade e ou tarefa que demandam de 2 a 5 minutos eu realizo na hora, com raras exceções quando surge uma urgência e estou numa linha de raciocínio completamente diferente.

 

Gostou das dicas? Comente, compartilhe e dique de olho que logo tem mais.

 

Natália Uriel

Post a Comment