Back To Top

Soma Criação

Dicas de Negociação

Esses dias fazendo um curso de negociação parei para pensar em como num mercado tão saturado de profissionais e empresas ainda há lugar para mais! Isso mesmo, sempre há lugar para quem sabe como gerenciar conflitos, se relacionar, estabelecer boas conexões, prospectar, saber fazer um pós-venda e enfim negociar!

Negociar é arte

É a arte de saber como se relacionar com o outro e expor sua ideia de negócio sem pensar apenas em benefício próprio.

É estudar a empresa ou pessoa a qual pretende ofertar seu produto e ou serviço e através de um olhar atento e crítico captar a essência do problema que ela tem e como você enquanto prestador de serviços pode resolver.

A negociação é um processo

Antes de começar ou então pensar em negociar, veja isso como um processo que envolve: a satisfação de todos os envolvidos; parceria, estudo sobre com quem está negociando, conhecer o seu produto ou serviço, saber se portar diante de conflitos, saber fazer acordos e compreender o seu estilo enquanto negociador para assim potencializar seus pontos fortes.

O tempo é MUITO importante

Verifique prazos tanto para entregar a sua proposta quanto para desenvolver o projeto que está sendo negociado. Se faz necessário esse alinhamento, uma vez que o cliente pode estar com uma ideia de desenvolvimento em tempo curto quando na verdade o resultado só poderá vir a longo prazo.

É o que costumamos falar a quem nos procura falando sobre o marketing digital, aqui não trabalhamos com compra de leads e seguidores, por isso nosso resultado vem a longo e médio prazo sendo trabalhado com conteúdo de qualidade, estratégias bem pensadas e com a profissionalização da equipe.

Não se deixe levar pelo calor do momento e aceite prazos que SABE que NÃO vai conseguir cumprir.

Esteja bem informado

Não “perca tempo” com negociações que sabe que não vai para frente, saiba identificar o que é uma pesquisa de mercado e o que realmente é de interesse de quem o está contatando. Por vezes você pode perder tempo até mesmo indo até a empresa e tratando com pessoas que não tem peso na hora de uma opinião final.

É o caso por exemplo, de você como uma empresa que fornece computadores para outras empresas, marca diversas reuniões com o TI delas, mas eles sempre dizem que precisam levar as informações passadas para setor comercial. Vá direto a fonte ou então peça que convidem o comercial e ou quem tem o poder de decisão para estar presente.

Além disso, fique atento durante as reuniões para que identifique quem são aqueles que possuem maior peso numa decisão final.

Seja flexível

É preciso limites? Sim, por isso na hora de negociar estabeleça o mínimo que pode chegar na negociação, assim terá uma delimitação de até onde é possível ir. É preciso aqui ser flexível sem deixar de perder negócio e nem de prejudicar a si ou a empresa em que trabalha.

Ser flexível aqui trata-se de estabelecer limites e reconhecer quando o cliente está te “pilhando” para chegar onde ele quer. São diversos os tipos de negociadores, pare um pouco e pesquise sobre isso – mais para frente faremos um post com esse tema – para ver onde você se enquadra e que tipo de pessoa pode encontrar em uma reunião.

NUNCA ceda sem ter algo em troca

Passou por todos os processos de negociação e no final o cliente está pedindo algo que não está no contrato e mesmo sabendo que pode fazer, a atividade vai dar trabalho, demanda tempo e para tanto precisa de algo em troca. Não ceda sem ter algo em troca, ainda que para conseguir atender toda a demanda do cliente você tenha que diminuir a quantidade de coisas a serem feitas.

Um exemplo: vamos supor que uma empresa quer que a Soma cuide de suas mídias sociais e o combinado até então seja de 3 posts por semana incluindo um post para o blog, está quase tudo certo e no final o cliente pede para que além das mídias sociais seja feiro APENAS UM e-mail marketing por mês para enviar aos clientes. Ótimo, então na semana de envio do e-mail os posts vão ser 2 + o e-mail marketing, ou seja, você cede, mas ainda dentro do contratado.

Seja você um empreendedor ou não, não deixe de estudar sobre estratégias de negociação, afinal mesmo para fazer uma entrevista você deve saber negociar e se vender para a empresa.

Post a Comment