Back To Top

Soma Criação

Empreender: nem todos os dias são bons!

[ish_image image=”3480″ size=”full”]

Tem dia que bate uma saudade do CLT – haha – , mas é força na peruca, muita vontade, música alta, uma volta no quarteirão e mãos na massa!

Nem todos os dias são bons

Todo trabalho envolve resolver a dor de um cliente e tem dia que essa dor é daquelas tipo dor de dente ou de ouvido, que a gente não deseja nem para o pior inimigo.

É preciso paciência, destreza, saber conversar e assumir quando se errou. Mas atenção, não é só engolir sapo não!

Cliente tem que ter limite 

Pra quem empreende sempre existe aquela máxima de não perder negócio, mas é preciso saber impor limites de maneira que os clientes entendam o que podem ou não fazer, o que está ou não dentro do pacote e isso quem impõe é você empreendedor.

Atenção

Vai ter aquele dia, semana. mês ou situação que vai parecer que está se repetindo num looping infinito. Pare, respire e procure a solução, se não cabe a você então passe para quem deve resolver, não sofra com a dor do outro sendo que a culpa não é sua.

Por outro lado, se errou e cabe a ti concertar, é assumir, refazer e prestar mais atenção na próxima. Se vai acontecer de novo? Vai sim!

E se esse cliente for embora? Então que ele seja feliz e procure alguém que seja uma máquina perfeita de produção.

Por trás de uma marca existe uma ou mais PESSOAS

Atenção, eu disse pessoas e não máquinas! Não é difícil de compreender, se existem prazos, acordos e tudo mais, avalie, pese a parceria e o comprometimento do profissional, você com toda certeza vai saber se está sendo enrolado ou não.

Exemplo de pandemia

Quer um exemplo clássico, em tempos de pandemia informar sobre a doença e orientações é um tiro no pé, são tantas fake news e infos diferentes que o que mais aparece são profissionais, especialistas e outros apontando que aquilo está errado.

Mesmo as fontes mais confiáveis podem carregar informações equivocadas, e aqui uso equivocadas, pois o erro está numa palavra ou virgula.

É meu amigo empreendedor, nessa aventura chamada empreender  nem tudo são flores, mas com o tempo os espinhos deixam de ser encarados como dolorosos, para ser parte preciosa do processo.

 

Post a Comment