Back To Top

Soma Criação

Há mais de duas semanas em vigor, “Não me perturbe” é um sucesso!

A lista nacional determinada pela Anatel, que permite o bloqueio de ligações de telemarketing tinha, nas primeiras 17 horas, 620 mil pessoas cadastradas.

É comum recebermos ligações, em diversos momentos do dia, de números que não conhecemos (muitas vezes, de outros estados). Se você tem um celular sabe que, provavelmente, estes telefonemas são de telemarketing. Em meio a correria do dia a dia, e graças à tecnologia, torna-se cada vez menos comum recorrermos às chamadas telefônicas. É ainda mais raro atendê-las quando não temos interesse em comprar algum produto.

Ação “ Não perturbe”, pode ser solicitada na Anatel

Desde o último dia 16, o serviço “Não me perturbe”, criado pelas empresas Algar, Claro/Net, Nextel, Oi, Sercomtel, Sky, Tim e Vivo, está disponível para que os consumidores bloqueiem ligações indesejadas. É possível impedir as chamadas de uma dessas instituições ou de todas elas. Determinada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), a medida já conta com cerca de 1,5 milhões de inscritos em uma semana. Para se cadastrar, é necessário acessar o site oficial e preencher o formulário. É importante ressaltar que o bloqueio é válido somente para ligações relacionadas à serviços de internet, telefonia e televisão por assinatura, das companhias citadas anteriormente, que tem até 30 dias para efetivar a solicitação. Caso contrário podem ser advertidos ou multados em até R$ 50 milhões.

O fim do telemarketing?

Por qual razão essas ligações incomodam tanto? Provavelmente, pelo fato dos operadores focarem mais na venda de um produto, do que nas necessidades do cliente. Ou, até mesmo, pelos scripts predefinidos que reforçam essa impressão. Mas, e do outro lado da linha? Qual é a realidade? O telemarketing é um dos setores que mais empregam em nosso país, principalmente, no que diz respeito ao primeiro emprego, abrindo portas para o mercado de trabalho. Entretanto, apresenta uma taxa de rotatividade considerável. São fatores como as metas, o controle do tempo (em ligação, horário de almoço, pausa para descanso), a pressão dos superiores e a baixa receptividade dos consumidores nos telefonemas que desmotivam estes profissionais, além de causar complicações, como perda de audição, doenças psíquicas e lesões por movimentos repetitivos. Mesmo assim, com a implementação do “Não me perturbe” e as adequações das empresas, os profissionais da área temem por cortes em massa.

Cabe a cada empresa adotar novas iniciativas, a partir de tendências que fortaleçam a relação com o consumidor, além de propor alternativas eficazes que sustentem o setor de telemarketing. É essencial que considerem, em suas reformulações, os colaboradores para que haja, de fato, uma mudança completa.

 

Post a Comment